Welcome
Login / Register

Anderson Silva (Música e Webclipe) - Fabio Brazza (prod. Lua Lafaiette)

Thanks! Share it with your friends!

URL

You disliked this video. Thanks for the feedback!

Sorry, only registred users can create playlists.
URL


Added by taekwonv in
12 Views

Description

Baixe o álbum Tupi, or not Tupi aqui:
ITunes: http://tinyurl.com/BrazzaITunes
Google Play:http://tinyurl.com/BrazzaGooglePlay
Spotify: http://tinyurl.com/BrazzaSpotify
Deezer: http://tinyurl.com/BrazzaDeezer

Produção: Lua Lafaiette & André Mota para Cachorrada Music

Video: Alexandre Azeredo

Letra:

Como todo brasileiro eu também quis ser Ronaldinho. Mas com as perna comprida a vida me mostrou outro caminho, Eu não sabia, mas nascia pra ser Samuray. Perdoa pai mas é taekwondo, capoeira e muay thay.
Pra conseguir o que meus pais não podiam me dar, a me vida ensinou que eu deveria lutar. E antes de sobressair tive que sobreviver. E de tanto apanhar aprendi também a bater.
Parece brincadeira, um dos melhores do planeta, faixa preta dos irmãos Nogueira. Quem diria que um dia eu ia tá aqui. De atende de lanchonete a campeão do UFC. Títulos venci, currículo de Ali, discípulo de Bruce Lee, ridículo me impedi agora e se eu cair eu me levanto restauro. Desistir não escutei o Minotauro.
Minha vitória maior não foi no tatame, nem Sonnen, nem Belfort, nem Okami. É você Dayane e meus maiores amores João Vitor, Gabriel, Kalyl, Kauani e Kaori.
Feito um guerreiro Maori, luto por minha família. É por vocês que a minha estrela ainda brilha.
De São Paulo a Curitiba até o topo da montanha. Agora o mundo todo vai saber quem é o Aranha

Refrão

Não, ninguém vai me parar. Eu nasci pra lutar foi um dom que Deus de.
Não ninguém vai me parar Muito fácil falar, o difícil é ser eu.

A voz fina e eu passo creme, vai encarar? Só que afina e treme na hora H.
Spider não teme lutar, Tá no meu gene rapá, a perseverança já veio no meu DNA. Anderson Silva, a lenda do MMA, minha história merecia até um Grammy ganhar.
Quer me imitar, mas pera lá, não é fácil assim. Desculpa se eu fiz pensar que era fácil pra mim.
Dedicação total como um guerreiro de Sparta. Pois pra ser borboleta tem que ser primeiro lagarta.
Harmonia espiritual, fé como Sidarta. Orgulho nacional feito Senna, Pelé ou Marta. Aonde eu vou meu país promovo. Tentando representar a mesma luta do meu povo. Acostumado com qualquer adversário, baixo salário, busão lotado, estresse diário.
E mesmo sem respaldo necessário e nada no saldo bancário, se supera como Ronaldo Nazário.
E pra quem da vida cansou de levar porrada. O que é ter que lutar com uma costela quebrada?
Pronto pra qualquer duelo, capaz de dar minha vida, de verde e amarelo, missão dada é missão cumprida.
Do Ultimate Fight o maior campeão. Avisa lá pro Dana Withe "nunca serão"

Refrão

Não, ninguém vai me parar. Eu nasci pra lutar foi um dom que Deus de.
Não ninguém vai me parar Muito fácil falar, o difícil é ser eu.


FABIO BRAZZA, que hoje conta com mais de 1 milhão de seguidores nas redes socias, começou a ganhar visibilidade pela parceria com o Desimpedidos, maior canal dedicado a futebol do YouTube, onde ficou conhecido como criador das batalhas de rap entre times de futebol. Sua paixão pelo futebol, somada a sua habilidade em criar rimas se transformaram em um convite para ser o repórter oficial da Florida Cup, onde teve oportunidade de fazer homenagens em forma de improviso para grandes nomes do esporte como Ronaldo Fenômeno, Ronaldinho Gaúcho e Chicharito; vídeos que acabaram sendo compartilhandos pelos próprios jogadores e foram parar em canais como a Televisa (MEX), NBC (USA) e Bundesliga (GER).

Fabio Brazza faz hip-hop popular brasileiro. Música brasileira e hip-hop numa fusão perfeita com as melhores letras do rap nacional da atualidade, crítica social, alegria, ritmo e poesia enchendo os olhos e o coração. Mas seu talento, inteligência e dom de improvisar rimas já fizeram com que ele dividisse o microfone com grandes nomes do gênero, como Gabriel o Pensador, Edi Rock do Racionais MC’s e Chali 2na do Jurassic 5. Em abril de 2014 lançou seu primeiro álbum, Filho da Pátria, e já foi parar na lista dos 10 artistas que estão reinventando a música brasileira do site americano Wondering Sound.

Entre videoclipes, poesias e improvisos de rap, já conta com mais de 110 milhões de visualizações nos seus vídeos e vem transformando a cabeça de uma geração de jovens que, depois de conhecerem seu trabalho, mudaram a relação com o conhecimento. Atualmente está lançando seu segundo álbum, Tupi, or not Tupi e assinou contrato com uma editora para escrever um livro que conta sua história mesclada com trechos de músicas e poesias próprias.

Post your comment

RSS